Metais - Metais Ferrosos e Não-ferrosos

Os metais (ferrosos ou não ferrosos) são materiais que podem ser recuperados e introduzidos novamente no mercado. A indústria siderúrgica pratica a reciclagem de sucata de modo rotineiro, recuperando metais de desmantelamentos industriais, pontes, estaleiros navais, equipamentos aéreos, ferroviários e diversos tipos de embalagens para fundição.

Esta actividade permite poupança dos recursos naturais e redução dos gastos energéticos da sua exploração mineral.

O alumínio - mineral bastante usado em embalagens - recuperado através da reciclagem permite uma poupança energética de 95% face aos custos de exploração deste minério como matéria-prima virgem, justificando a importância da recolha de embalagens de alumínio. Este minério, á semelhança de outros, é um recurso limitado e o seu valor sofre bastantes oscilações no mercado.

A recolha e reciclagem dos metais atravessam diferentes processos de valorização de acordo com o tipo de minério:

Metais Ferrosos

Após a recolha de ferro, segue-se o corte (se necessário), a triagem e finalmente a compactação. Após esta fase, é classificada como matéria-prima secundária e enviada para a indústria transformadora.

Metais Não Ferrosos

Os minérios como o Estanho, Bronze, Alumínio, Chumbo, Cobre e outros, são submetidos a um processo diferente e adequado de valorização.