Madeiras - Conversão de paletes, troncos de árvores, travessas de linhas férreas desactivadas

A madeira utilizada na indústria transformadora (embalagens, paletes, caixas, etc…) tem sido progressivamente substituída por outros produtos (polímeros e plásticos rígidos) que desempenham o mesmo papel de modo mais resistente, mais duradouro e mais barato. Por isso mesmo, vemos o contínuo desuso de madeira na indústria, levando á criação de enormes quantidades de resíduos com enorme potencial de valorização energética e reciclagem.

Quando a madeira não tem valor acrescentado e atingiu o seu estágio final de uso, é recolhida como resíduo e segue um processo de valorização que se inicia com a trituração. Após esta fase, é utilizada para outros fins que pode ir desde matéria-prima para fabrico de novos componentes para a indústria; briquetes; paletes, madeira para recuperadores de calor, etc…

Travessas de linhas de comboio desactivadas

O desmantelamento e trituração das travessas de madeira de linhas de comboio ocorrem por autorização da REFER, nas situações em que a linha sofrerá intervenção para substituição de travessas de madeira para cimento. Noutros casos, são troços de linha que foram desactivados de modo efectivo por motivos de ordem diversa e onde não é previsível a requalificação da linha para propósitos turísticos. Normalmente este tipo de intervenção está associado às linhas de via estreita, actualmente em desuso, sendo muitas vezes convertidas em ecopistas turísticas.

Este tipo de resíduo é considerado perigoso devido ao pré-tratamento químico para reforço a sua resistência, mas também devido a intervenções de manutenção química durante o seu período de via útil e pelo longo período de tempo exposto a óleos e outros elementos corrosivos provenientes do seu uso.